McLaren: Sorte? Competência? Oportunismo?

Bom, hoje tiro um tempo para escrever algo que já queria a um bom tempo. Claro que sei o quanto a equipe McLaren é grande, de toda sua história na Fórmula 1, seus títulos, mas nos últimos anos a equipe viveu alguns dramas como o escândalo de 2007 e um carro que só foi ser competitivo no fim da temporada passada, tirando chances de titulo para a mesma. Hoje, a McLaren se vê a frente do campeonato, liderando o mundial tanto de pilotos como o de construtores. Mas agora chegando aonde queria, como fazer isso sem ter o melhor carro do grid? Não digo que seja um dos piores, mas em relação principalmente a RBR, que tem o que se considera melhor carro da temporada. Mas como a McLaren foi parar no topo, a frente de uma equipe com o melhor carro?

Se levarmos em conta, duas das quatro vitórias da equipe inglesa esse ano, Austrália e Turquia, tiveram uma grande pitada de sorte. Na Austrália, Button chegou a estar em último lugar após entrar nos boxes antes de todo mundo, e quando os outros pilotos fizeram o mesmo, Button estava atrás apenas de Vettel, que liderava a corrida até ter o problema de freio. No lugar certo, na hora certa, Button teve o trabalho de levar o carro até o final da corrida para comemorar a sua primeira vitória pela equipe. Na Turquia, Hamilton estava atrás dos dois carros da RBR, quando Vettel tentando passar Webber acabou batendo e a primeira posição ficou de bandeja pro campeão de 2008, que ainda foi pressionado por Button, mas mantendo a ponta. Porém, vale destacar que a vitória de Button na China e a de Hamilton no Canadá não nasceram da sorte, e sim da velocidade e competência de ambos.

A RBR, apesar de apresentar o melhor carro do grid, sofreu no começo do ano com problemas mecânicos e agora tem mais uma batata assando nas mãos de Christian Horner, chefe da escuderia austríaca, tem que controlar os nervos dos seus dois pilotos que andam soltando farpas um contra o outro e isso só ajuda cada vez mais a McLaren, que ao contrario da RBR, está em paz com tudo na equipe. É só pesquisar que achamos vídeos dos pilotos da equipe montando carro, no galpão da equipe, cantando… Isso serve muito para apagar a imagem da McLaren de 2007, livre de escândalos e de brigas internas na equipe. Com os dois últimos campeões da Fórmula 1 na equipe, com um carro que não pode ser superior na classificação mas tem um ótimo ritmo de corrida e com tudo que acontece na RBR e até mesmo na Ferrari, que esta decepcionando esse ano, a McLaren pode estar vendo ai suas chances de títulos. Mas, Martin Whitmarsh já sabe que não pode dormir no ponto e que a McLaren precisa melhorar mais para bater a RBR em condições normais.

Logo, a McLaren mistura sorte, oportunismo e competência para estar na liderança do campeonato. E se a RBR continuar dando sopa para o azar, a McLaren leva o caneco dos dois mundiais (pilotos e construtores).

Publicado em julho 22, 2010, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Isso,aí cara! parabéns!

    Desejo muita sorte pro seu blog,qualquer coisa estou aí,se quizer minha ajuda.

    Passe bem🙂

  2. Acho que toda equipe deve estar ligada a tudo o que acontece na corrida; e a McLaren é a que mais está ligada na corrida de olho na “brechinhas”, com isso, às veses aparece a oportunidade, e ela vai e faz. E com o aparecimento da oportunidade, vem a competência; que sempre ela tem.

  3. Boa noite amigos.

    Eu creio muitoque seja todos os factores que foram citados aqui. Mas a que realçar tambem da competencia dos pilotos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: