Com sorte de campeão, Alonso vence em Yeongam e lidera mundial

Pois é, caros leitores. O espanhol Fernando Alonso mostrou, mais uma vez, que tem a estrela para ser campeão. Contando com a competência e com muita sorte, o espanhol escapou de todos os incidentes da corrida, além de ver seus dois adversários na luta pelo titulo, Vettel e Webber, ambos da Red Bull, e que estavam na sua frente na corrida, abandonarem. Quem se deu bem com tudo isso também foi Hamilton, que depois de largar em quarto e perder posições na pista, chegou em segundo lugar, com chances ainda de ser campeão. Felipe Massa voltou ao pódio, chegando em terceiro lugar. Button, que não fez uma boa prova, acabou em décimo segundo lugar na corrida, dando adeus a disputa pelo titulo.

A corrida ficou marcada pela forte chuva que caia na hora em que era para ser dada a largada. Com a pista sem condições e sem segurança, a largada acabou sendo dada atrás do carro de segurança. Três voltas depois, a pista foi dada como completamente sem condições para se correr, além da visibilidade péssima. Com isso, foi dada bandeira vermelha, e os pilotos esperaram a chuva diminuir para poderem andar de novo.

Depois de quase 50 minutos de espera, foi dada outra largada atrás do carro de segurança. Depois de mais de 16 voltas atrás do Safety Car, finalmente, a largada foi dada. Hamilton, que tanto encheu sua equipe para que a largada acontecesse logo, não demorou de perder a posição pro alemão Rosberg, da Mercedes. Porém, lá na frente, o então líder do campeonato Mark Webber, cometeu um erro e rodou na pista, atingindo ainda o carro de Rosberg, que tentou desviar, mas não conseguiu evitar a batida.

Quem gostou muito disso foi o alemão Vettel, líder da provar, que com o abandono do colega de equipe, assumiria a liderança do campeonato. Alonso e Hamilton também gostaram muito do que aconteceu, pois era o líder do campeonato que estava abandonando ali. Restou para Webber torcer para a corrida não chegar aos 75% do total, pois se fossem dados metade dos pontos, ele ainda seria líder. Enquanto isso, na turma do meio pro fundão, Schumacher fazia a sua melhor corrida no ano, com uma boa quinta posição. Mais atrás, alguns carros escapavam da pista e rodavam, até que Buemi, da Toro Rosso, bate no carro do alemão Glock. Isso provoca a entrada do carro de segurança na volta de número 31.

Com isso, os pilotos aproveitaram para parar nos boxes para trocar os pneus de chuva forte para os intermediários. Dos cinco primeiros, Hamilton, Massa e Schumacher foram os primeiros a parar. Uma volta depois, Vettel e Alonso fariam a troca dos pneus. Vettel voltou em primeiro, mas Alonso, graças a lambança da Ferrari na troca do pneus dianteiro direito, perdeu a segunda posição pra Hamilton. Quem se aproveitou bem das paradas foi Barrichello, que pulou de nono para sexto.

O carro de segurança saiu na volta 36, e os carros puderam acelerar novamente. Vettel manteve a frente, e Alonso conseguiu recuperar a segunda colocação após uma escapada de Hamilton na primeira curva. Lá atrás, Adrian Sutil, da Force India, fazia suas trapalhadas na pista. O russo Petrov, da Renault, que fazia boa corrida, acabou saindo da pista sozinho e batendo. Alonso começou a se aproximar do alemão Vettel, quando o mesmo começou a reclamar dos freios nos finais das retas do circuito, até que na volta 46, Alonso passa pelo alemão, que na reta oposta, vê seu motor estourar.

O espanhol, com todo o acontecimento da corrida, além de assumir a ponta da prova, ainda assumiria do mundial. Hamilton assumiria a segunda posição e massa a terceira na corrida. Schumacher, que fez uma boa prova, acabou herdando a quarta posição. Barrichello pulou pra quinto, quando perdeu rendimento por causa do auto desgaste de seus pneus, e acabou perdendo suas posições. Mesmo assim, se segurou em sétimo lugar.

Na frente, Alonso abria boa distancia de Hamilton. O espanhol cruzou a linha de chegada com tranquilidade para vencer pela quinta vez no ano. Lewis Hamilton, da McLaren, chegou em segundo, e conseguiu diminuir sua vantagem para o líder do campeonato, que agora é Alonso. Massa, que vinha de duas corridas ruins, voltou ao pódio em terceiro lugar.

Schumacher fez uma ótima corrida, e foi compensado com um bom quarto lugar. Atrás dele chegaram Kubica, Liuzzi, Barrichello, Kobayashi, Heidfeld e Hulkenberg. Bruno Senna chegou em décimo quarto, a frente de seu companheiro de equipe, Yamamoto. Lucas di Grassi abandonou na volta 25, após ser tocado por Yamamoto.

Após a corrida na Coréia do Sul, Alonso assumiu a liderança do mundial com 231 pontos. Webber, mesmo abandonando a corrida, ainda é o vice líder do campeonato com 220. Hamilton subiu para terceiro lugar, com 206 pontos. Button ficou com 186, em quinto lugar, e Massa em sexto com 143 pontos. Barrichello é o décimo colocado no mundial, com 47 pontos.

Confira o resultado do GP da Coreia do Sul, em Yeongam (305,909 km):

1°. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 2h48min20s810 ( 55 voltas )
2°. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), a 14s999 ( 55 )
3°. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 30s868 ( 55 )
4°. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 39s688 ( 55 )
5°. Robert Kubica (POL/Renault), a 47s734 ( 55 )
6°. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes), a 53s571 55 )
7°. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), a 1min09s257 ( 55 )
8°. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), a 1min17s889 ( 55 )
9°. Nick Heidfeld (ALE/Sauber-Ferrari), a 1min20s107 ( 55 )
10°. Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth), a 1min20s851 ( 55 )
11°. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), a 1min24s146 ( 55 )
12°. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), a 1min29s939 ( 55 )
13°. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth), a 1 volta ( 54 )
14°. Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth), a 2 voltas ( 53 )
15°. Sakon Yamamoto (JAP/Hispania-Cosworth), a 2 voltas ( 53 )

Não completaram

16°. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes)
17°. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault)
18°. Vitaly Petrov (RUS/Renault)
19°. Timo Glock (ALE/Virgin-Cosworth)
20º. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari)
21°. Lucas di Grassi (BRA/Virgin-Cosworth)
22°. Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth)
23°. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault)
24°. Nico Rosberg (ALE/Mercedes)

Publicado em outubro 24, 2010, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Tá certo que ele trabalhou bem o fim de semana todo. Era o cara certo no lugar certo, mas não posso deixar de pensar que ele é a mulher melancia da F1, que rabo. que rabo…

  2. Uma srote que esse espanhol tem! tem algfuém lá embaixo que gosta mto dele…Deve ser o Enzo Ferrari…

  3. I really appreciate your efforts. Thanks for sharing such a great post

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: